domingo, 12 de junho de 2011

Trigésimo

Não consigo! De tantas vezes que abusei, desabafando, não me sai. Eu tento, mas não dá. É estúpido, porque houve mudanças, mas mesmo assim . . . Será um sinal? Sinto uma barreira. Invisível, mas forte. Apetece rasgar o peito e libertar. Devem estar lá todas apertadinhas, mortinhas por sair. Pelo menos eu sinto.
Uma nova época vai começar. Novas presenças virão. Novos tempos serão.


"A distância mais longa é aquela entre a cabeça e o coração". Isn't it ironic?

Se fosse com nos filmes . . . Se fosse? sorri agora . . .

2 comentários:

  1. Não precisas de estar um filme para sorrir... Basta falares comigo <3

    ResponderEliminar

e?